Arquivo da tag: Lima

Viagem ao Peru – Dia 4

E aí, pessoal? Como está o clima no Brasil?

Ontem foi o dia em que eu comi pior na minha opinião, não em sabor, mas sim em calorias. Não aguentei e comi doces de manhã e sobremesa.

De manhã fiz um sanduíche de salmão com azeite, tomate, alcaparras e salmão, com suco de laranja. O que posso dizer? Acordei com muita fome. Esse fuso horário me deixa louca, porquê quando vou comer são duas horas de diferença, ou seja, o café da manhã às 9 é para meu organismo 11 da manhã.

E para lanchar em levei aquela torta de maçã ali de trás, viu? Pois é, foi isso que comi de lanche da tarde.

Foi a primeira vez que eu consegui comer um menu inteiro. Salada de entrada, prato principal e sobremesa.

Acho que o fuso, misturado com muito trabalho, com ansiedade fazem isso. Acabei esquecendo de borrifar o spray pra não dar vontade de comer doce. Mas o bom é que hoje já passou.

Depois, quando já era noite, fomos passear, eu e minha mãe.  Compramos roupa, passeamos na praça e jantamos em um bistrô muito lindo. Aí eu comi uma salada pequena, pra não seguir o padrão, hahahaha.

Minha mãe foi de sopa, que aqui é uma refeição completa, além de grande.

Como sabem, tem fotos no álbum do facebook 😀

E como sempre, tenho aqui as coisas que tem apenas por aqui, una cerveja!

É a Antacrtica deles

Água de um litro!!

E um Pisco de Maracujá!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Colunas, diário, Viagens

Viagem ao Peru – Dia 3

Eu e a Inka Kola

O trabalho está pegando por aqui, fazia tempo que não tinha esse ritmo de campanha, estava desacostumada! Mas é muito bom, sabiam? Essa agitação!

Mas a pedidos eu fui atrás e experimentei a tal da Inca Kola, um refrigerante daqui do Peru. Segundo conversei aqui, ele é feito com uma raiz local, algo como fizemos com o guaraná.

Não tive coragem de tomar muito, servi apenas um pouquinho no copo para experimentar. Bom, não sei dizer exatamente como é o gosto… não é doce como o guaraná, nem azedo como sprite. Está no meio das duas coisas com um toque da coca. Huauhauhuha, é como consegui, desculpa!

E a minha luta contra o Menu Peruano continua, nos primeiros dias eu não comi nem sobremesa, nem entrada. Aí ei a minha mãe dividíamos, ela tomava a sopa da entrada e eu o prato. Ontem fomos em um restaurante diferente e tomei a sopa.

As sopas deles aqui vem com leite e ovo, é uma refeição inteira!

E resolvi comer também, mas quem disse que eu consegui?! Acabei trazendo mais da metade do prato de salada e frango para comer mais tarde.

Além de trazer maçã, frutas e pão integral do hotel pra comer entre as refeições.

Bom, e para variar um pouco da comida, ontem eu e minha mãe fomos passear e achei umas camisetas muito engraçadas. A melhor que vi foi do Peru Wars.

Para ver o resto das fotos, já sabem não? Álbum do facebook, hehehhe 😛

Deixe um comentário

Arquivado em Colunas, diário, Viagens

Viagem ao Peru – Dia 1

Passagem na mão

Nossa, meu dia começou cedo! 3:30 eu estava no taxi indo para o Galeão. Antes de sair de casa tomei café da manhã e fui.

Como minha proposta era fazer um diário gastronômico, vamos então às comidinhas…

Comida de avião

Eu estava desacostumada a comer no avião, algumas companhias aéreas nem servem mais comida (nem lanche). Eu que geralmente fico na ponte aérea, e às vezes vou pra Campo Grande, ou seja, lugares relativamente pertos, quando eles dão amendoim é muito.

Algumas companhias inclusive vendem comida dentro do vôo, mas não dão nada.

Eu vim para cá por uma companhia chamada Taca. Não muito tempo depois da decolagem eles serviram o café da manhã (saimos do Rio de Janeiro às 6:10).

Eles devam duas opções de prato: omelete ou rocambole de doce de leite. Eu escolhi o omelete.

Bom, o vôo estava programado para durar 5 horas, e eu não sabia se teria comida depois, então comi o pão, o omelete e as frutas e deixei o bolinho para comer depois de duas horas.

Bolinho para depois

 Mas, não era que os caras pensaram nisso também! Aí eles serviram uma bolacha doce pequena, depois de umas duas horas de vôo.

Surpresa!

 Por via das dúvidas, guardei o bolinho. Logo cheguei no Peru.

Em solo

Bom, demorou um bom tempo até eu descer do avião, fazer os procedimentos de entrada no país, declarar bagagem, passar pela “alfândega” (não sei como se chama por aqui), encontrar minha mãe. Aí, para nossa tristeza, ela tinha levado uma multa indo me buscar. Fomos até a prefeitura da cidade onde é o aeroporto (15 minutos de Lima, segundo a comissária de bordo), para tentar rever essa multa ou pagar.

Ou seja, mais um tempão e eu sem saber que horas ia almoçar. Afinal, aqui eram 11:30, sendo que no meu fuso era 13:30. Aí adivinha o que me salvou nesse meio tempo? O bolinho, hahahaha.

Depois de chegar no comitê, conhecer a equipe, trabalhar um pouco, era hora do almoço. Aqui eram 13:30, mas no meu fuso já eram 15:30. Mas estou me acostumando.

Sopa de entrada

Notei duas coisas, primeiro aqui a comida é muito barata. Muito barata mesmo! Segundo eles comer uma quantidade muito grande de comida. Comem uma sopa como entrada e um grande prato depois. Eu acabei optando por um prato de frango, arroz e salada, que confesso não ter conseguido comer inteiro, sem entrada!

Meu prato

Depois eu ainda comi frutas secas no final da tarde e vim para o hotel. O hotel é lindo! O nome é Miraflores Park. E o melhor, tem uma academia aqui e aproveitei para caminhar na esteira. Uma coisa legal, eles tem maçãs espalhadas por todos os lugares, além de água.

Maçãs pelo hotel todo

E para o jantar comi uma Ciabatta de salmão defumado com salada. Até nisso o hotel é bom, estava uma delícia!

Bom, boa noite para todos e até amanhã!

Para acompanhar mais fotos é só dar uma olhada no meu álbum do facebook.

E para encerrar, uma dica da Tapa (a companhia aérea, aliás, o Peru é a terra do duplo sentido, né?!).

Sabias que?

Deixe um comentário

Arquivado em diário, Viagens