Arquivo da categoria: Trabalho e rotina

Como um evento pode contribuir com a sua dieta

Geralmente é difícil comer na rua, mas hoje eu me surpreendi. Cheguei no 1º Encontro Nacional de Comunicação Social Sistema Sebrae, que está acontecendo em Brasília, e recebi um saquinho com uma maçã e uma banana! Ainda tinha os dizeres na embalagem: “Aqui nossas ideias dão fruto”. E de tarde tem um chá montado aqui.

Assim é fácil manter a dieta! Se todos os eventos se preocupassem em disponibilizar alimentos saudáveis seria uma maravilha. Além dos alimentos, teve uma pequena oficina de ginástica laboral. Dá gosto vir num evento assim!

Ah, além de tudo, tinha informações sobre as frutas na etiqueta. Fica a dica aí para os grandes eventos.

1 comentário

Arquivado em diário, Mudando meus hábitos, Trabalho e rotina

Voltando à rotina

Poxa gente, as férias acabaram de vez. Hoje eu voltei pro trabalho e… foi maravilhoso!

Sentar na minha mesa, acordar cedo, trabalhar com meus clientes. Vamos lá, não que eu não goste de descansar, mas eu também gosto muito de trabalhar, trabalho com o que gosto e construí para mim uma rotina legal. Principalmente agora que eu e o Felipe estamos morando juntos.

Hoje mesmo ele me fez uma surpresa e foi me buscar na MPI, foi muito romântico e bonito. Amanhã acordar cedo, já que hoje eu acabei dormindo mais por ter chegado à 1:30 da manhã. Prometo tirar uma bela foto da praia de manhã para postar.

Ah, uma coisa engraçada que esqueci de comentar durante a Campus, meus amigos ficaram me “cuidando”, hahahaha. Eu ia comer, eles me perguntavam que eu tava comendo e tudo o mais. Tenho sentido um apoio grande dos meus amigo e família. Isso tudo me dá uma força ainda maior para continuar sempre e mudar de vez de hábitos.

As vezes tenha a impressão que ainda não mudei completamente, e que posso voltar a cair em tentação quando eu menos esperar, por isso fico o máximo atenta.

Obrigada a todos os meus amigos, vocês são demais!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Campus Party, diário, Emocional, Trabalho e rotina

Beleza e música

Ontem eu estava aqui em casa arrumando as minhas coisas, separando móveis e me deparei com os discos de vinil da minha mãe  e meus (não sei se isso revela a minha idade, mas tudo bem).

Vê se você também tinha um desses.

Esse foi o que sobrou, mas eu tinha outros que eram de histórinhas também. Adorava esses discos!

Achei esse aqui também.

Esse era da minha mãe.

E hoje eu danei a assistir Glee, antes de ir para a minha viagem, sim galere, amanhã estou na Campus Party! Fiz minha mala cedo e aproveitei para assistir um pouco com o Felipe. E não é que me deparei com uma apresentação que fiquei emocionada?

Eu já tinha visto essa versão do Glee antes, já tinha assistido todos os episódios, mas ela me deixou pensando na minha atual situação, a busca pela saúde sim, mas da beleza também.

Pensei bastante em como a música retrata a beleza, lembrei das músicas da minha adolescência. Apesar de tudo eu me lembro de ouvir muitas músicas que falavam que o importante era a beleza interior. Ainda acredito demais nisso.

Porém, ser bonita também é se achar bonita, se sentir bonita. E com certeza, eu me acho bem melhor hoje.

Deixe um comentário

Arquivado em diário, Trabalho e rotina

Dia de faxina

Acordei às 8 da manhã e parei de fazer faxina, coloquei a última coisa no lugar, eram 9:30 da noite.

Caramba, hoje foi pesado mesmo a limpeza aqui em casa! Tiramos todos os gibis de cima, espanamos, aspiramos, lavamos o chão… Eu abri todas as gavetas e joguei fora uma quantidade absurda de papel.

Para vocês terem uma ideia eu joguei fora uns 8 disquetes! Sério, eu nem tenho mais onde ver o conteúdo deles, pra que eu guardava?

E no final, vale muito a pena ver a casa arrumadinha e limpa!

Porém, nada de ir na ginástica por causa disso. Mas amanhã pretendo ir cedo, e acho que toda o sobe e desce de escada e levantar peso valeu a pena.

Deixe um comentário

Arquivado em diário, Trabalho e rotina

A arte de beber água sempre

Eu sempre fui uma pessoa de tomar muita água. Tomara água sempre, o dia inteiro. Porém, me deparei com uma dificuldade depois que coloquei o balão, beber água aos pequenos goles.

Eu sempre adorei tomar um golão de água direto, chá gelado, e tudo em grandes goles!

Agora, com o balão é praticamente impossível fazer isso. Não consigo tomar goles enormes de água, chega a doer um pouco o estômago. Confesso que é um dos únicos momentos que eu sinto que estou de fato com o balão.

No começo eu sentia sede, ainda sinto um pouco mesmo andando com um copão de água o tempo todo do meu lado. Mas a dra. Liliam me deu uma dica valiosa, eu não precisava tomar golões de água: tomar água o tempo todo em pequenos goles.

E para estimular isso, ela sugeriu andar com canecas ou garrafinhas diferentes e legais. Assim quando vc ver a garrafinha vai ficar interessado e se lembrará de beber.

Eu comprei a minha com a possibilidade de personalizar internamente (a fotinha acima), para sempre ter uma térmica nova! Eu ainda posso fazer do meu jeito, enfim, para alguém inconstante como eu, um prato cheio.

Por isso resolvi escrever esse post, para dar a dica, e mostrar algumas canecas que eu vi muito legais:

Caneca com textura de papel

Caneca lente fotográfica

Caneca Darth Vader

Bom, tem um post muito legal que mostra todas essas canecas e muitas outras, no blog andafter.org.

Claro que tem sempre a possibilidade de você fazer, ou encomendar uma personalizada. Encontrei esse site aqui, que faz canecas sob encomenda, Mugs.com.br. Não sei se é caro, não fiz nenhum orçamento, mas se alguém fizer, me avisa!

Ah, e se alguém quiser me dar de presente de natal, hahahaha…

Pra encerrar o post hoje, uma foto minha que eu gostei muito. Tirei hoje mesmo aqui na MPI. Dá pra notar como meu rosto está bem mais magro!

6 Comentários

Arquivado em diário, Eu e o balão, Mudando meus hábitos, Trabalho e rotina

Viajando a trabalho

Cansada no Aeroporto de Brasília

Primeiro de tudo, queria me desculpar com os leitores constante do blog, por esse hiato. Mas estive em uma rotina doida de viagem a trabalho e reuniões importantes. Eu fui para Brasília.

As reuniões foram excelentes e acho que vão gerar coisas muito boas pra minha empresa.

Foi a primeira vez que viajei de avião desde que coloquei o balão e confesso que fiquei um pouco apreensiva (pura paranóia, devo dizer), mas me bateu aquele medo do tipo: “e se o balão explodir por causa da pressão?”. Depois eu fiquei rindo de mim mesma mentalmente.

Nessa viagem eu acabei enfrentando o primeiro momento longe do meu ambiente e minha rotina. Em alguns aspectos eu fiquei satisfeita comigo e outros decepcionada. Fiquei satisfeita em todas as vezes que neguei alguma comida que não podia comer, que me controlei. Porém decepcionada de não ter conseguido comer nos intervalos regulares.

Entre uma reunião e outra, uma gravação e outra, não consegui manter comer de 3 em 3 horas.

Outra questão foi que eu acabei “adiantando” a dieta branda em algumas refeições, por falta de opção de comida na rua. Não sei o quanto isso é bom ou ruim, mas a dra. Liliam me disse que eu saberia e sentiria quando meu estômago estivesse com uma capacidade maior. Eu ando sentindo fome ainda depois que como, por isso tomei essa decisão.

A verdade é que ainda não parei direito, por isso ainda não liguei pra ela. Cheguei 00:30 aqui no Rio e ainda trabalhei quando cheguei em casa. Ainda estou trabalhando, escrevendo enquanto o vídeo renderiza.

Ufa! Mas foi um grande teste para mim, confrontar tudo que eu tô passando com o balão e a minha vida “normal”. É importante saber que não vou surtar e comer um monte assim que sair da rotina da dieta.

Descobri também que aqui no Rio é mais fácil encontrar coisas que eu posso comer na rua, em Brasília as opções não são tantas.

Bom, estou de volta em casa e na rotina de novo, mas sinto que preciso entrar na dieta branda. Vou ligar pra dra. Liliam.

Deixe um comentário

Arquivado em Mudando meus hábitos, Trabalho e rotina

Os outros a minha volta

Ontem o Felipe me falou uma coisa interessante, que para me acompanhar estava mudando um pouco seus hábitos também. Por exemplo, ao invés de comer pão ou algo mais calórico, optando por uma  maçã.

Minha dieta fez mudar muito a forma de comprar comida aqui em casa, temos mais frutas a disposição, comemos em mais horários e isso se reflete não apenas no Felipe, mas no meu filho Daniel também. Ele tem experimentado outros sucos, mais frutas durante o dia também.

Eu notei quando fomos passear ontem que nenhum dos dois comeu a quantidade que normalmente come, e o Daniel tem pedido comida com mais frequência.

Claro que muito disso eles fazem para me acompanhar, mas eu sei que com o tempo eles também vão acostumar com a rotina. É muito bom ver que todo esse processo pode ajudar não apenas a mim, mas aos outros a minha volta.

 

2 Comentários

Arquivado em diário, Trabalho e rotina