Arquivo da categoria: Mudando meus hábitos

Pedaços


Somos feitos de pedaços, de momentos.

Na última consulta com a dra. Bianca conversamos sobre como nossa vida é feita. Existem várias esferas, de trabalho, amorosa, familiar, rotina, alimentação. Em algum momento essas esferas se tocam, outros momentos não.

Quem faz a sua esfera amorosa a única ou mais importante, suprime todas as outras, o que não é nada saudável. Assim como a esfera da alimentação impedir você de conviver com as outras esferas, como de trabalho.

O equilíbrio real vai existir, quando soubermos manter todas essas esferas em harmonia. Comer, conviver, fazer exercícios, trabalhar, passar um tempo com a família e aos poucos, com paciência alcançar seus objetivos.

Quer emagrecer, ser feliz com seu corpo e com você mesma? Então coma, passe tempo com seus filhos e familiares, dê um tempo e vá ao cinema com o marido ou namorado, deixe tudo de lado para caminhar com o mp3 player e esquecer do mundo, trabalhe muito e saiba deixar o trabalho pra lá às vezes.

Respeite seus pedaços.

2 Comentários

Arquivado em diário, Emocional, Mudando meus hábitos

Nutricionista lista os 10 piores alimentos para sua saúde

Hoje eu vi um post sobre os piores alimentos para a saúde, no blog Mercado Ético, que reproduzo a seguir:

Que atire a primeira pedra quem não se rende a um fast food, salgadinho ou cachorro-quente e depois fica preocupado com as calorias que ingeriu. Mas o que pouca gente sabe é que os perigos desses alimentos vão muito além da questão estética e podem ser um risco para a saúde. Para esclarecer esses problemas, a nutricionista Michelle Schoffro Cook listou os dez piores alimentos de todos os tempos.

10º lugar: Sorvete

Apesar de existirem versões mais saudáveis que os tradicionais sorvetes industrializados, a nutricionista adverte que esse alimento geralmente possui altos níveis de açúcar e gorduras trans, além de corantes e saborizantes artificiais, muitos dos quais possuem neurotoxinas – substâncias químicas que podem causar danos no cérebro e no sistema nervoso.

9º lugar: Salgadinho de milho

De acordo com Michelle, desde o surgimento dos alimentos transgênicos a maior parte do milho que comemos é um “Frankenfood”, ou “comida Frankenstein”. Ela aponta que esse alimento por causar flutuação dos níveis de açúcar no sangue, levando a mudanças no humor, ganho de peso, irritabilidade, entre outros sintomas. Além disso, a maior parte desses salgadinhos é frita em óleo, que vira ranço e está ligado a processos inflamatórios.

8º lugar: Pizza

Michelle destaca que nem todas as pizzas são ruins para a saúde, mas a maioria das que são vendidas congeladas em supermercados está cheia de condicionadores de massa artificiais e conservantes. Feitas farinha branca, essas pizzas são absorvidas pelo organismo e transformadas em açúcar puro, causando aumento de peso e desequilíbrio dos níveis de glicose no sangue.

7º lugar: Batata frita

Batatas fritas contêm não apenas gorduras trans, que já foram relacionadas a uma longa lista de doenças, como também uma das mais potentes substâncias cancerígenas presentes em alimentos: a acrilamida, que é formada quando batatas brancas são aquecidas em altas temperaturas. Além disso, a maioria dos óleos utilizados para fritar as batatas se torna rançosa na presença do oxigênio ou em altas temperaturas, gerando alimentos que podem causar inflamações no corpo e agravar problemas cardíacos, câncer e artrite.

6º lugar: Salgadinhos de batata

Além de causarem todos os danos das batatas fritas comuns e não trazerem nenhum benefício nutricional, esses salgadinhos contêm níveis mais altos de acrilamida, que também é cancerígena.

5º lugar: Bacon

Segundo a nutricionista, o consumo diário de carnes processadas, como bacon, pode aumentar o risco de doenças cardíacas em 42% e de diabetes em 19%. Um estudo da Universidade de Columbia descobriu ainda que comer 14 porções de bacon por mês pode danificar a função pulmonar e aumentar o risco de doenças ligadas ao órgão.

4º lugar: Cachorro-quente

Michelle cita um estudo da Universidade do Havaí, que mostrou que o consumo de cachorros-quentes e outras carnes processadas pode aumentar o risco de câncer de pâncreas em 67%. Um ingrediente encontrado tanto no cachorro-quente quanto no bacon é o nitrito de sódio, uma substância cancerígena relacionada a doenças como leucemia em crianças e tumores cerebrais em bebes. Outros estudos apontam que a substância pode desencadear câncer colorretal.

3º lugar: Donuts (Rosquinhas)

Entre 35% e 40% da composição dos donuts é de gorduras trans, “o pior tipo de gordura que você pode ingerir”, alerta a nutricionista. Essa substância está relacionada a doenças cardíacas e cerebrais, além de câncer. Para completar, esses alimentos são repletos de açúcar, condicionadores de massa artificiais e aditivos alimentares, e contém, em média, 300 calorias cada.

2º lugar: Refrigerante

Michelle conta que, de acordo com uma pesquisa do Dr. Joseph Mercola, “uma lata de refrigerante possui em média 10 colheres de chá de açúcar, 150 calorias, entre 30 e 55 mg de cafeína, além de estar repleta de corantes artificiais e sulfitos”. “Somente isso já deveria fazer você repensar seu consumo de refrigerantes”, diz a nutricionista.

Além disso, essa bebida é extremamente ácida, sendo necessários 30 copos de água para neutralizar essa acidez, que pode ser muito perigosa para os rins. Para completar, ela informa que os ossos funcionam como uma reserva de minerais, como o cálcio, que são despejados no sangue para ajudar a neutralizar a acidez causada pelo refrigerante, enfraquecendo os ossos e podendo levar a doenças como osteoporose, obesidade, cáries e doenças cardíacas.

1º lugar: Refrigerante Diet

“Refrigerante Diet é a minha escolha para o Pior Alimento de Todos os Tempos”, diz Michelle. Segundo a nutricionista, além de possuir todos os problemas dos refrigerantes tradicionais, as versões diet contêm aspartame, que agora é chamado de AminoSweet. De acordo com uma pesquisa de Lynne Melcombe, essa substância está relacionada a uma lista de doenças, como ataques de ansiedade, compulsão alimentar e por açúcar, defeitos de nascimento, cegueira, tumores cerebrais, dor torácica, depressão, tonturas, epilepsia, fadiga, dores de cabeça e enxaquecas, perda auditiva, palpitações cardíacas, hiperatividade, insônia, dor nas articulações, dificuldade de aprendizagem, TPM, cãibras musculares, problemas reprodutivos e até mesmo a morte.

“Os efeitos do aspartame podem ser confundidos com a doença de Alzheimer, síndrome de fadiga crônica, epilepsia, vírus de Epstein-Barr, doença de Huntington, hipotireoidismo, doença de Lou Gehrig, síndrome de Lyme, doença de Ménière, esclerose múltipla, e pós-pólio. É por isso que eu dou ao Refrigerante Diet o prêmio de Pior Alimento de Todos os Tempos”, conclui.

Como eu tenho muita confiança na dra. Liliam, eu decidi perguntar pra ela se essas coisas eram verdade, ela disse:

“Concordo com tudo. 

Só a parte do aspartame que ainda não vi todas aquelas doenças comprovadas totalmente….mas acredito que o grande consumo seja o vilão. Tudo pode ser ingerido, porém adote 1x por semana para escolher uma única opção.”

Por isso, cuidado com os alimentos acima :S

Deixe um comentário

Arquivado em Colunas, Mudando meus hábitos, Notícias

Coisa da nossa cabeça

Ontem eu tive a maior prova de que esse desejo de comer certas coisas vem completamente da nossa cabeça. Eu venho descobrindo isso aos poucos no tratamento, o que é fome, o que é vontade de comer.

Bom, depois que eu comprei o spray de Gymnema, que acaba com a minha vontade de comer doce, eu tenho usado, lógico! E, não sei vocês, mas durante o meu período menstrual fico com um desejo de doces terrível! Sério, parece que vou me revirar se não pegar num chocolate.

Então, ontem, em pleno período menstrual eu jantei, em deu vontade de doce e eu borrifei o spray. A vontade do doce na boca passou, mas comecei a sentir um vazio, um desejo de fazer alguma coisa, uma carência incrível, hehehe…

Essa foi a prova cabal que tudo não passa de uma substituição, e uma substituição perigosa. A dra. Bianca já tinha me falado isso, mas ontem foi interessante.

E da próxima vez eu já sei, quando estiver com aquela alteração hormonal básica da menstruação, vou pedir cafuné e não chocolate 😛

2 Comentários

Arquivado em chocolate, diário, Emocional, ENDOdiagnostic, Mudando meus hábitos

Como um evento pode contribuir com a sua dieta

Geralmente é difícil comer na rua, mas hoje eu me surpreendi. Cheguei no 1º Encontro Nacional de Comunicação Social Sistema Sebrae, que está acontecendo em Brasília, e recebi um saquinho com uma maçã e uma banana! Ainda tinha os dizeres na embalagem: “Aqui nossas ideias dão fruto”. E de tarde tem um chá montado aqui.

Assim é fácil manter a dieta! Se todos os eventos se preocupassem em disponibilizar alimentos saudáveis seria uma maravilha. Além dos alimentos, teve uma pequena oficina de ginástica laboral. Dá gosto vir num evento assim!

Ah, além de tudo, tinha informações sobre as frutas na etiqueta. Fica a dica aí para os grandes eventos.

1 comentário

Arquivado em diário, Mudando meus hábitos, Trabalho e rotina

Só mais um pedacinho…

Não sei vocês, mas eu nunca me dei bem coma dieta dos pontos ou que conta calorias. Na teoria ela é muito boa, pois permite que você coma de tudo um pouco, porém teoricamente, se você quiser ficar comendo só chocolate e duas vezes no dia, pode.

Mas no fundo meu problema nem era esse, afinal, nunca quis destruir a minha saúde, mas sim a síndrome do “só mais um pedacinho”. Para mim é difícil parar de comer.

Principalmente aquela guloseima, sabe?

“Se um copo de determianda comida são 20 calorias, mais meio copo não vai fazer mal”, essa lógica já acabou comigo mais de uma vez. Ela somada naquela lógica do “caramba, comi demais, minha dieta foi pro brejo, então vou me acabar de comer”, são um dos motivos dos meus quilos a mais, como já comentei aqui uma vez.

A verdade é que contar calorias para uma pessoa como eu, que as vezes passava o dia todo sem comer, não ajudava em nada. O melhor mesmo é comer um pouquinho e sempre.

Tirinha do meu amigo Miguelito.

1 comentário

Arquivado em Eu e o balão, Mudando meus hábitos

O Peso e a Moda

Para quem é gordinha, não é segredo nenhum a dificuldade que temos em encontrar uma roupa legal e que fique bem. Eu acompanhei a saga da Maira, do Papo de Gordo para achar um vestido para um casamento e me identifiquei muito. Eu mesma demorei alguns anos para saber que roupas ficavam bem em mim e que roupas eu deveria descartar.

Não sou uma rata da moda, e tem dicas que eu costumo nem seguir, e usava coisas que nem diziam ser para gordinhas, porém sabendo muito bem que certas coisas eram para o meu corpo.

Mas de uns tempos pra cá, todas as minhas roupas coringas tem ficado estranhas, largas… enfim, cheguei a comentar aqui antes sobre isso. Mas hoje eu resolvi que ia ousar, sair com uma roupa que eu não sairia normalmente e eu acho que deu muito certo! Também para me sentir mais bonita e tal.

Não esperava que fosse passar por isso. Claro que ainda não vou sair comprando roupas, ainda faltam 3 meses para tirar o balão e acredito que muita coisa ainda vai mudar, mas talvez eu tenha que começar a repensar moda.

2 Comentários

Arquivado em diário, Eu e o balão, Mudando meus hábitos

Customizando

Vocês lembram desse post aqui sobre canecas?

Pois é, eu customizei pela primeira vez a minha caneca. 🙂

Aproveitei que gosto de quadrinhos e fiz com o tema da Noite Mais Densa.

Olha, eu acabo levando a água pra todo o lugar comigo com essa técnica. Essa caneca já viajou pra São Paulo e Brasília, além de ter visitado muitas casas! hehehe…

Deixe um comentário

Arquivado em diário, Mudando meus hábitos