Arquivo da categoria: fome

Receita para a Páscoa

Ontem eu fiz um post sobre como passar a páscoa sem sofrer, e logo pelo twitter a querida @olhosespanhois pediu uma receita com peixe. Por isso, a seguir, uma receita que recebi da dra. Liliam também.

Imagem retirada do site Receitas da Aline - receitasdaline.blogspot.com

 

Caesar Salad de Bacalhau

Ingredientes: 300 g de bacalhau, suco de 1 limão, 4 fatias de pão cortado em cubos, 4 colheres de sopa de azeite, 1 alface, 1 pão francês ralado, 30 g de queijo parmesão light ralado, 4 anchovas, pimenta a gosto, sal a gosto, 2 dentes de alho esmagados, 1 colher de chá de molho inglês.

Modo de Preparo: Misturar bem o sumo de limão, metade do azeite, a pimenta, o sal e o alho. Pegar os cubos de pão com um pouco de azeite e dourá-los no forno. Separe duas colheres de queijo ralado e misture o pão ralado restante. Untar o bacalhau com o restante do azeite e passá-los pela mistura de pão e queijo ralados. Levar ao forno aquecido a 225ºc durante 12 minutos. Enquanto se prepara o peixe, partir as folhas de alface, lavada e escorridas nos pratos, regar com um pouco de molho e polvilhar no queijo ralado que sobrar. Colocar o bacalhau sobre a alface, os cubos de pão, as anchovas e regar com o molho restante.

Parece bem gostoso!! Espero que todos gostem da receita!

Deixe um comentário

Arquivado em Colunas, ENDOdiagnostic, fome, Receitas

Aquela vontade de comer doce…

Eu sempre fiquei pensando no porquê dava aquela vontade de comer doce depois do almoço. Até na consulta com a dra. Liliam ela falou que tem alimentos que fazem isso mesmo.

Aí essa semana eu estava ajudando a minha tia em um trabalho da faculdade, ela faz nutrição, e me deparei com o seguinte texto que ela me mandou:

Os alimentos com um índice glicêmico alto obrigam o corpo a produzir grande quantidade de insulina, fazendo com que, duas a três horas depois de havermos comido desçam demasiado o nível de glicose no sangue, levando a pessoa a sentir a forte necessidade de comer outra vez.

Os alimentos com um índice glicêmico baixo fazem subir a glicose lentamente, sem subidas bruscas, segregando o corpo pouca insulina; reduzindo assim, a quantidade de carboidratos que se transformariam em gordura no corpo. Além disso, provocam una sensação de saciedade mais prolongada.”

O trabalho que ela estava desenvolvendo era para diabéticos, uma indicação de que alimentos comer e quais não. Ou seja, não cabe exatamente para pessoas que querem apenas emagrecer. Afinal essa não é uma classificação de calorias ou nutrientes, mas sim do índice glicêmico. Porém, não deixa de ser interessante notar na quatidade de alimentos que estão na minha dieta e tem um baixo índice glicêmico. E com certeza isso não é por acaso.

Bom, a título de curiosidade, aí está a tabela que eu fiz pro trabalho da minha tia.

 

2 Comentários

Arquivado em chocolate, diário, Eu e o balão, fome

Super Cansada…

Caramba, hoje estou cansada! No treinamento de hoje eu andei na areia de novo e adicionei uma série de abdominais a mais.

Outra coisa interessante sobre o treinamento, eu tenho tentado comer com uma margem de uma hora antes do exercício, para não chegar com o estômago cheio, e quando saio, estou com uma fome monstra! Sério, parece que eu poderia comer um prato grande.

Claro que quando vou comer eu fico de boa, e como o quanto eu aguento, mas é engraçada essa sensação. Já que eu normalmente não sinto fome de verdade com o balão.

Mas ao contrário dos outros dias, hoje eu tô muito cansada.

Desculpem pelo post estranho.

PS: Hoje tava uma lua linda, mas não consegui tirar uma foto com o meu celular… alguém aí me dá uma câmera semi profissional? 😛

Deixe um comentário

Arquivado em diário, Exercícios, fome

A primeira pesagem

9 dias com o balão, primeira pesagem e 3,2 Kg a menos!!!

Pois é pessoal, me pesei na balança hoje e estou com 84,4 Kg. Acho uma super vitória, sinceramente. Em todos os aspectos. Ando me sentindo muito mais bonita também, a pele, o cabelo… não sei explicar. Mas me olho no espelho e gosto do que estou vendo.

Não estou fazendo isso apenas pelo peso, como já disse antes, então perto de todas as vitórias que já alcancei, essa é apenas mais uma. No final da noite eu fui visitar a minha mãe e ela também me achou mais magra, mas ainda estou com a barriga inchada. Amanhã eu ligo pro dr. Felipe e saber se esse inchaço é normal.

As tentações da comida ainda não me abandonaram, quando eu vejo as pessoas comendo coisas que eu gosto como um chesseburger, pizza, ou mesmo coisas sólidas. Sinto muita falta de coisas sólidas. Ás vezes, passando na rua, me dá uma vontade doida de chorar de gritar também com vontade de comer coisas que eu não posso.

Quero que esse “vício” de comida vá embora. Vício de ligar meus sentimentos à comida, de sentir necessidade de comer coisas que eu sei na minha cabeça que não fazem bem.

Mas para não terminar esse post num clima ruim, vai uma foto minha, da minha mãe e do Daniel! Boa noite a todos.

2 Comentários

Arquivado em Eu e o balão, fome, o começo

A fome e a vontade de comer…

Hoje não foi um dia muito bom. Senti contrações do estômago por muito tempo, praticamente o dia todo. Eu me senti fraca, e dormi por longos períodos. Mas o interessante é que acordei agora bem disposta, morrendo de vontade de sair.

Estou animada.

Gelinho, isotônico, água… acho que meu organismo está se adaptando ao balão. Não estou mais vomitando.

Claro que aprendi a me controlar nos movimentos bruscos. Vi que me movimento de maneira rápida, e constatar isso foi engraçado. Sou mais bruta que eu imaginava.

Uma coisa me fez pensar, no almoço minha mãe, o Felipe e o Daniel comeram pizza. O cheiro da pizza me deu “fome”.

Tá, mas isso era fome mesmo?

Sem conseguir ingerir mais que 50 ml de água sem sentir dor, eu estava realmente com fome? Eu me sinto cheia o tempo todo, mas sentir o cheiro de comida me fez acionar algo que eu interpretei como fome.

Olha, isso me faz pensar em todas as vezes em que eu não precisei comer e comi, apenas pela gula, ou pela “vontade de comer”. Doces, frituras, aquela colherada a mais… O quanto disso é realmente necessário?

Agora que estou animada, me deu uma vontade imensa de sair, mas me veio o pensamento, mas ir onde? Ir comer! Hahahahaha, olha como são meus hábitos (os quais preciso mudar). Sair de noite só se for para comer. Espero descobrir várias coisas que eu não sabia sobre passear, sobre aproveitar outras coisas que não um restaurante.

3 Comentários

Arquivado em diário, fome